Leilão de arte somente online e via telefone.
Transmissão AO VIVO pelo canal Arte1 e app James Lisboa

31 October, 2023

Online auction 21:00h
Videos and PhotosTour Virtual Filters
Artist
Order by

Leilão de Arte:

Espólio Alfredo Volpi

Espólio Alfredo Volpi
Imagem: Arquivo Romulo Fialdini
Espólio Alfredo Volpi
Imagem: Arquivo Olívio Tavares de Araújo
Volpi, Judite e Mário Zanini
Meados da década de 50

Os vôlpis de Volpi

No começo dos anos 1970 – tinha Volpi oitenta e poucos de idade –, crítica, mercado, colecionadores, todos passaram a declará-lo “o maior pintor brasileiro vivo”. Certo, não existe instrumento de medição para esse tipo de grandeza, mas o juízo refletia quase sete décadas de uma produção da mais alta qualidade, aliada a uma personalidade ímpar e cheia de carisma, em sua simplicidade característica. Como os outros sucessos e distinções, o novo título não afetou o cotidiano modesto de Volpi, coerente com sua origem de imigrante italiano. Para trabalhar, continuava usando os mesmos tamancos dos tempos de operário, picava o fumo e enrolava seus perfumados cigarrinhos de palha e morava havia décadas no mesmo sobradinho no Cambuci, bairro de pequena classe média não longe do centro de São Paulo.

Tudo isso se tornava ainda mais específico e expressivo quando considerado ao lado de sua pintura tão (intuitivamente) refinada. Quanto à casa, os que ainda estamos vivos e tivemos o privilégio de frequentá-la nos lembramos dos poucos quadros nas paredes – mesmo porque o espaço era pequeno e não comportava mais nada. Além disso, por frugalidade Volpi não tinha vocação de colecionador, nem de si nem de outros. Possuía uns cinco quadros trocados com amigos – como um Dacosta, um  Barsotti –, e menos de vinte de sua autoria. Destes, seis se encontram reunidos na presente exposição.

A riqueza da obra de Volpi faz com que sempre haja o que dizer, qualquer que seja o corte e o ângulo de abordagem. Para falar de quadros em separado – como dos seis que aqui estão –, torna-se necessário conhecer um pano de fundo mais amplo, para que os valores e os termos se tornem precisos e claros. Em arte, conceitos são fluidos e desigualmente aplicáveis, dependendo do contexto. Por exemplo: a coerência estilística será um mérito essencial? Sim, nos casos em que sim, não, nos casos em que não. Elogiamos a coerência de um Morandi ou de um Arcangelo Ianelli, mas é justamente a incoerência que caracteriza Picasso ou Siron Franco, e os elogiamos por isto, pela diversidade: entendemos cada um de acordo com sua visão do mundo e com o que tem necessidade de expressar. No caso de Volpi, a questão da coerência exige atenção e conhecimento de causa. Vista passo a passo, diacronicamente, estudada de perto, sua trajetória se prova modelarmente linear e coerente. Vistas soltas, avulsas, sem os elos de transição, suas diferentes fases nem parecem provir do mesmo autor.

Espólio Alfredo Volpi
Imagem: Arquivo Romulo Fialdini

Outro exemplo. A pincelada de Pancetti é límpida e regular, pouco perceptível, adequada à harmonia de suas marinhas. A pincelada de Iberê Camargo é uma tempestade de gestos e volumes de tinta, para dar conta da tragédia da condução humana de que ele está a tratar; e são magníficas, ambas, e absolutamente opostas. A pincelada de Volpi é tão característica e inconfundível quanto uma impressão digital. Enfim, tanto a intuição quanto a razão podem levar a grandes conquistas. Para Michelangelo, criar uma das esculturas dos escravos morrendo não foi mais fácil nem mais difícil, nem mais nem menos relevante, do que terem inventado a tomografia computadorizada. Intuição e pensamento matemático (digamos), poemas e teoremas são polos igualmente nobres do espírito humano.

E assim por diante. Vamos, pois, a alguns essenciais de Volpi. Volpi começou a vida como “pintor de liso”, um operário da construção civil nos anos 1920, talvez um pouco mais importante e exigido que um simples caiador de paredes – talvez. Algum tempo depois, quando já pintava diminutos e tímidos quadros, subiu um degrau e passou a “pintor-decorador” – aqueles que realizavam os murais ornamentando as casas da época: frisos, florões, pequenas cenas bucólicas. Quando da Semana de Arte Moderna de 1922, não tinha status para participar desse evento da burguesia paulistana, patrocinada pela aristocracia do café. O que trouxe da experiência operária não foram, certamente, ideias de vanguarda, e sim o domínio técnico e o respeito e amor pelo ofício. Serão traços de fundamental importância em sua arte.

“Artesão antes de tudo”, proclamava, do artista, o filósofo Alain. Foi o que levou Volpi, mesmo depois de consagrado, a continuar executando pessoalmente todas as etapas anteriores à criação. Cortava os sarrafos e fazia os chassis, esticava as telas, selava-lhes o tecido, moía terras para produzir pigmentos, fabricava o solvente da têmpera a ovo usando a própria casca deste como medida, emoldurava com uma ripinha o quadro pronto. Embora fosse extremamente inteligente, como prova a obra, era avesso a teorias e discussões. Em meados da década de 1950, o concretismo, o mais intelectualizado, se não mais pretensioso movimento estético brasileiro, conseguiu cooptá-lo, muito dentro de limites – nunca lhe impôs regras. Quando um dia perguntaram a Volpi o que significara para ele o concretismo respondeu com singeleza: “Não sei. Nunca pensei nisso”.

Não nos iludamos, a singeleza ocultava um tanto de esperteza popular. Volpi sabia defender-se, recusava-se a falar do estamento cultural e da obra de outros artistas, eludia questões incômodas. Nos anos 1970, em virtude da ditadura militar, era candente a questão de arte nacional: existia? Era necessária? Cumpria seu papel político? Naturalmente o proclamado maior pintor brasileiro vivo tinha que ter uma opinião, e todos o pressionavam com a pergunta: “O que é arte brasileira ?” Costumava sair-se com uma resposta hábil e irretorquível, que ele sabia (é claro) ser prestidigitação: “É a arte que se faz no Brasil”.

Espólio Alfredo Volpi
Imagem: Arquivo Domingos Giobbi
Lot 1

Alfredo Volpi

Bandeirinhas Azuis52 x 36 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar: PI
Lot 2

Alfredo Volpi

Sem Título35 x 26 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar nº 20/100.
Lot 3

Alfredo Volpi

Bandeirinha Verde37 x 29 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar nº 41/120.
Lot 4

Alfredo Volpi

Bandeirinhas71 x 48 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar nº 92/150.
Lot 5

Alfredo Volpi

Geométrico72 x 36 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar: P/A.
Lot 6

Alfredo Volpi

Sem Título35 x 28 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar nº 88/100.
Lot 7

Alfredo Volpi

Fachada33 x 24 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar p.a
Lot 8

Alfredo Volpi

Bandeirinhas53 x 37 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar nº 154/250.
Lot 9

Alfredo Volpi

Fachada Com Bandeirinhas64 x 43 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar p.a/X/XXX
Lot 10

Alfredo Volpi

Sol Vermelho37 x 54 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar nº 43/120.
Lot 11

Alfredo Volpi

Bandeirinhas32 x 48 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar p.a
Lot 12

Alfredo Volpi

Fachada30,6 x 22 cmtêmpera sobre telaassinatura no verso1970Registrada no Catálogo Raisonné de Volpi ACOAV1961. Publicada no Alfredo Volpi: Catálogo de obras. Instituto Alfredo Volpi de Arte Moderna. São Paulo, 2015. P. 300.
Publicada na catalogação de obra Alfredo Volpi. 1978, reprodução: p&b.
Reproduzida no Vídeo/CD-ROM Alfredo Volpi: Catalogação da obra. 2000, reprodução: color.
Lot 13

Alfredo Volpi

Casas, Mastros, Barcos e Mar34,5 x 27 cmtêmpera sobre cartãoassinatura inf. dir.1944Registrada no Catálogo Raisonné de Volpi ACOAV1965. Publicada no Alfredo Volpi: Catálogo de obras. Instituto Alfredo Volpi de Arte Moderna. São Paulo, 2015. P. 87.
Exposições:
Alfredo Volpi: Pintura (1914-1972). Rio de Janeiro, Museu de Arte Moderna, out.
nov.1972.
Retrospectiva Alfredo Volpi. São Paulo, Museu de Arte Moderna, out. 1975.
Observação:
Obra inscrita sob o nº: (58) Retrospectiva Alfredo Volpi (MAM-SP/1975).
Bibliografia / Publicações em geral:
SPANUDIS. Theon (introdução e comentários); BIEZUS, Ladi (org.)
Lot 14

Alfredo Volpi

Dom Bosco47,8 x 66 cmtêmpera sobre papel1960Registrada no Catálogo Raisonné de Volpi ACOAV1986. Publicada no Alfredo Volpi: Catálogo de obras. Instituto Alfredo Volpi de Arte Moderna. São Paulo, 2015. P. 267.

Exposição:
"Para Além do Ponto e da Linha: Arte Moderna e Contemporânea no Acervo do
MAC USP" - 09/11/2013 a 24/08/2014, Museu de Arte Contemporânea da Universidade
de São Paulo - São Paulo, SP
Lot 15

Alfredo Volpi

Sem Título67,5 x 135,7 cmtêmpera sobre tela1970Registrada no Catálogo Raisonné de Volpi ACOAV1992. Publicada no Alfredo Volpi: Catálogo de obras. Instituto Alfredo Volpi de Arte Moderna. São Paulo, 2015. P. 428 e 429.
Exposições:
Os grandes mestres do abstracionismo brasileiro. Socidade de Amigos dos
Museus do Brasil-SAM Nacional, 1984-1985 (Exposição Itinerante: Madrid, Roma,
Milão, Haia, Lisboa, Paris, Londres, N. York e Washington).
"Para Além do Ponto e da Linha: Arte Moderna e Contemporânea no Acervo do
MAC USP" - 09/11/2013 a 24/08/2014, Museu de Arte Contemporânea da Universidade
de São Paulo (Ibirapuera) - São Paulo, SP.
Bibliografia:
Catálogo
OS GRANDES mestres do abstracionismo brasileiro. São Paulo, Sociedade de
Amigos dos Museus do Brasil-SAM Nacional, 1984-1985, repr. em cores.
Lot 16

Alfredo Volpi

Retrato de Hilde Weber115 x 88 cmtêmpera sobre telaassinatura inf. dir.1940Registrada no Catálogo Raisonné de Volpi ACOAV1991. Publicada no Alfredo Volpi: Catálogo de obras. Instituto Alfredo Volpi de Arte Moderna. São Paulo, 2015. P. 87.
Exposições:
Alfredo Volpi: Pintura (1914-1972). Rio de Janeiro, Museu de Arte Moderna,
out.nov.1972.
Retrospectiva Alfredo Volpi. São Paulo, Museu de Arte Moderna, out. 1975.
Volpi: 90 anos. São Paulo. Museu de Arte Moderna, jul.ago.1986.
Modernidade: Arte Brasileira do Século XX. Paris/ São Paulo, Musée d‘Art Moderne
de la Ville de Paris/ Museu de Arte Moderna de São Paulo, dez 1987.fev. 1988/
abr.mai.1988.
O Grupo Santa Helena. São Paulo, Museu de Arte Moderna, mai.jun.1995.
O Grupo Santa Helena. Rio de Janeiro. Centro Cultural Banco do Brasil,
jan.mar.1996.
Observação:
Obra inscrita sob os nºs: (41, p. 58) Alfredo Volpi: Pintura (1914-1972) (MAM-RJ/
1972): (94) Retrospectiva Alfredo Volpi (MAM-SP/ 1975) e (32) Volpi: 90 anos (MAM-SP/
1986).
Bibliografia / Publicações em geral:
KLINTOWITZ, Jacob. Volpi: 90 anos. São Paulo. Sesc, 1989, repr. em cores, p. 50
Catálogos
ALFREDO Volpi: Pintura (1914-1972). Rio de Janeiro, Museu de Arte Moderna,
out.nov. 1972, repr. em cores, p. 75.
VOLPI: 90 anos. São Paulo. Museu de Arte Moderna, jul.ago.1986, repr. em cores.
p.31.
MODERNIDADE: Arte Brasileira do Século XX. Paris/ São Paulo, Musée d‘Art
Moderne de la Ville de Paris/ Museu de Arte Moderna de São Paulo, dez 1987.fev.
1988/abr.mai.1988, repr. em cores, p. 34.
CD-ROM
ARAÚJO, Olívio Tavares de Alfredo Volpi: vida e obra. São Paulo, Logos Engenharia
S. A/ APK/ Sociedade para Catalogação da Obra de Alfredo Volpi, 1997.
Lot 17

Alfredo Volpi

Judite72,6 x 116 cmtêmpera sobre tela1940Registrada no Catálogo Raisonné de Volpi ACOAV1997. Publicada no Alfredo Volpi: Catálogo de obras. Instituto Alfredo Volpi de Arte Moderna. São Paulo, 2015. P. 89.
Exposições:
Alfredo Volpi: Pintura (1914-1972). Rio de Janeiro, Museu de Arte Moderna,
out.nov.1972.
Retrospectiva Alfredo Volpi. São Paulo, Museu de Arte Moderna, out. 1975
Volpi: a visão essencial. Campinas, Museu de Arte Contemporânea, out. 1976
Grupo Seibi- Grupo Santa Helena. Década 35-45. São Paulo, Fundação Armando
Álvares Penteado/ MAB, mar.abr.1977.
Modernidade: Arte Brasileira do Século XX. Paris/ São Paulo, Musée d‘Art Moderne
de la Ville de Paris/ Museu de Arte Moderna de São Paulo, dez 1987 fev.1988/
abr.mai. 1988.
Emblemas do corpo. O nu na arte moderna brasileira. Rio de Janeiro. Centro
Cultural Banco do Brasil, out.dez. 1993.
"Os Volpis do MAC" - 31/08/2013 a 08/02/2015, Museu de Arte Contemporânea da
Universidade de São Paulo - São Paulo, SP.
Observação:
Obra inscrita sob os nºs: (47, p. 58) Alfredo Volpi: Pintura (1914-1972) (MANM-RJ/
1972); (97) Retrospectiva Alfredo Volpi (MAM-SP/ 1975): (23) Volpi: a visão essencial
(Campinas/ 1976); e (7) Grupo Seibi - Grupo Santa Helena . Década 35-45 (FAAP/MAB/
1977).
Bibliografia / Publicações em geral:
ARTE no Brasil: cinco séculos de pintura, escultura, arquitetura e artes plásticas.
São Paulo, Abril Cultural, 1979, v. 2, repr. em cores, p. 791.
LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro,
Ed. ArtLivre, 1988, repr. em pr. e br., p. 539.
KLINTOWITZ, Jacob. Volpi: 90 anos. São Paulo. Sesc, 1989, repr. em cores, p. 44.
SPANUDIS, Theon (introdução e comentários): BIEZUS, Ladi (org.). Volpi.
Dusseldorf, Helmut Krúger Verlag! Kosmos, 1975, repr. em cores, pp. 52-53.
Catálogos
SEMANA de 22: Antecedentes e Consequências. São Paulo, Museu de Arte de São
Paulo "Assis Chateaubriand", 1972, repr. em cores.
VOCÊS de Ultramar. Arte en América Latina y Canarias: 1910-1960. Centro
Atlantico de Arte Moderno. Las Palmas de Gran Canaria/ set.nov.1992, Madrid/Casa de
América/ dez 1992 jan.1993, repr. em pr. e br., p. 46.
EMBLEMAS do corpo. O nu na arte moderna brasileira. Rio de Janeiro. Centro
Cultural Banco do Brasil, out.dez 1993, repr. em cores, p. 48.
Publicações em geral:
Calendário
PIRELLI. S. A. São Paulo, 1981, repr. em pr. e br.
CD-ROM
ARAÚJO, Olívio Tavares de Alfredo Volpi: vida e obra. São Paulo, Logos Engenharia
S. A/ APK/ Sociedade para Catalogação da Obra de Alfredo Volpi, 1997.
Lot 18

Eleonore Koch

Estátua50 x 62 cmcarvão sobre papelassinado1968/72
Lot 19

Cícero Dias

Sem Título48 x 40 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar nº 79/100
Lot 20

Cícero Dias

Sem Título48 X 40 cmserigrafiaassinatura inf. dir.Exemplar nº 58/100.
Lot 21

Glauco Rodrigues

São Sebastião73 x 60 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.
Lot 22

Ivan Serpa

Sem Título200 x 138 cmóleo sobre tela1972Reproduzido no livro da Exposição "Ivan Serpa: A expressão do concreto do Centro Cultural Banco do Brasil - Rio de Janeiro, 2020, pág. 151.
Reproduzido no livro "Ivan Serpa" de Silvia Roesler, Instituto Cultura The Axis, Ed. Pactual, pág. 150
Participou da exposição Ivan Serpa: Passo Imperial/MINC IFAN - Rio de Janeiro, 2004.
Lot 23

Ivan Serpa

Sem Título102 x 72 cmescultura em madeiraassinatura no versoReproduzido no livro "Ivan Serpa" de Silvia Roesler, Instituto Cultura The Axis, Ed. Pactual, pág. 218
Lot 24

Di Cavalcanti

Moça de Olhos Tristes81 x 65 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.1954Com etiqueta da exposição e reproduzida no livro da Exposição " Di Cavalcanti um Perfeito Carioca", Caixa Cultural, 2006, RJ, pág. 59.
Etiqueta da retrospectiva de Di Cavalcanti, MAM-SP, 1971.
Lot 25

Eduardo Sued

Sem Título92 x 157 cmóleo sobre telaassinatura no verso1997
Lot 26

Eduardo Sued

Sem Título80 x 130 cmóleo sobre telaassinatura no verso1997
Lot 27

Antonio Maluf

Sem Título60 x 60 cmacrílica sobre madeira
Lot 28

Marysia Portinari

As Pleiades110 x 170 cmóleo sobre telaassinatura no verso
Lot 29

Antonio Dias

Sem Título120 x 120 cmóleo sobre telaassinatura no verso1981
Lot 30

José Antônio da Silva

Chuva60 x 100 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.1989
Lot 31

José Pancetti

Bahia [Praia do Chega Nego]46 x 65 cmóleo sobre telaassinatura inf. esq.1955Praia do Chega Nego
Lot 32

Aldemir Martins

Flor50 x 35 cmserigrafiaassinatura inf. dir.1981Exemplar 52/100
Lot 33

Arcangelo Ianelli

Praia50 x 67 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.1951Registrado sob TOMBO FOST 295.
Lot 34

Arcangelo Ianelli

Natureza Morta60 x 70 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.1960Registrado sob Tombo FOST 215
Reproduzido no catálogo da Exposição "Ianelli 100 Anos, o Artista Essencial", MAM - SP, 2023, pág. 83.
Reproduzido no catálogo da Exposição "Os Caminhos da Figuração", FAAP - SP, 2004, pág.125
Lot 35

Ernesto de Fiori

Paisagem40 x 48 cmóleo sobre cartão
Lot 36

Aldo Bonadei

Paisagem26 x 36 cmóleo sobre madeiraassinatura inf. dir.1971Participou da exposição: Paisagem Brasileira, Galeria Marcelo Guarnieri, Ribeirão Preto, de 12 de agosto a 30 de setembro de 2023.
Lot 37

Aldo Bonadei

Paisagem26 x 36 cmóleo sobre madeiraassinatura inf. dir.1991Participou da exposição: Paisagem Brasileira, Galeria Marcelo Guarnieri, Ribeirão Preto, de 12 de agosto a 30 de setembro de 2023.
Lot 38

Di Cavalcanti

Paisagem da Bahia64 x 92 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.1962
Lot 39

Arcangelo Ianelli

Parque com Lago46 x 61 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.1958Participou da exposição: Paisagem Brasileira, Galeria Marcelo Guarnieri, Ribeirão Preto, de 12 de agosto a 30 de setembro de 2023.
Lot 40

Alberto da Veiga Guignard

Paisagem40 x 60 cmóleo sobre madeiraassinatura inf. dir.1946Participou da exposição: Paisagem Brasileira, Galeria Marcelo Guarnieri, Ribeirão Preto, de 12 de agosto a 30 de setembro de 2023.
Lot 41

Bruno Giorgi

Sem Título60 x 37 x 50 cm (sem base)escultura em bronzeassinatura na peçaBase 10 x 35 x 45 cm
Lot 42

Ascânio MMM

Fitangular 194 x 210 cmescultura em madeira freijóassinatura no verso1984
Lot 43

Pablo Picasso

Jacqueline Portrait19 x 19 cmcerâmicaassinatura na peça1956No verso: Empreinte Originale de Picasso - Madoura
Lot 44

Di Cavalcanti

Baianas76 x 56 cmserigrafiaassinatura inf. dir.1973Exemplar nº 23/200.
Lot 45

Pablo Picasso

Bulls Profile26 x 26 cmcerâmicaassinatura na peça1956No verso: Empreinte Originale de Picasso
Lot 46

Carybé

Boiadeiros35 x 50 cmvinil sobre placaassinatura inf. dir.1983
Lot 47

Beatriz Milhazes

Sem Título180 x 160 cmóleo sobre telaassinatura no verso1985
Lot 48

Emanoel Araújo

Sem Título220 x 40 x 15 cmescultura em madeiraassinatura no verso
Lot 49

Frans Krajcberg

Sem Título197 x 110 x 30 cmescultura em madeira monocromadaassinatura no versodéc. 1980Participou da exposição "Krajcberg, uma homenagem" Galeria Frente, 2017, reproduzido no catálogo da mostra na pág. 59.
Lot 50

Djanira da Motta e Silva

Nossa Senhora77 x 61 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.1964
Lot 51

Andy Warhol

Poinsettia28 x 35 cmpolímero sintético e tinta serigráfica sobre tela1982Participou da exposição ‘Andy Warhol‘, Van de Weghe Fine Art, Madison Avenue New York. The Andy Warhol Foundation for the Visual Arts, Inc. Certificado e assinado pelo Studio Andy Warhol.
Lot 52

Kazuo Wakabayashi

Sem Título101 x 72 cmserigrafia sobre papelassinatura inf. esq.2006Exemplar nº H.C.
Lot 53

Amilcar de Castro

Sem Titulo23 x 23 x 0,3 cmcorte e dobra chapa quadradaassinatura na peçaReproduzido no livro do artista Amilcar de Castro Corte e Dobra, p. 50, sob registro CDQ 24
Lot 54

Hércules Barsotti

Sequência Repartida I60 x 60 cmacrílica sobre telaassinatura no verso1977
Lot 55

Frans Krajcberg

Raízes54 x 76 cmnanquim sobre papelassinatura inf. dir.1983Dedicatória "Para meu irmão Seep, uma lembrança de Nova Viçosa". Seep Banderep.
Participou da exposição: Frans Krajcberg: Por uma arquitetura da natureza, MUBE, São Paulo, de 07 de maio a 31 de julho de 2022.
Lot 56

Di Cavalcanti

Vaso de flores72 x 35 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.1930
Lot 57

Candido Portinari

Retrato de Maria Amélia Paulo Filho76 x 60 cmóleo sobre telaassinatura inf. esq.1944Assinada e datada no canto inferior esquerdo "PORTINARI 944". Catalogada no Projeto Portinari sob o registro FCO: 4139 CR: 2091. Reproduzido no Raisonné do Artista, Vol.II na p.475. Atestado De Autenticidade Do Projeto Portinari Nº 234. Acompanha certificado do Projeto Portinari sob nº 0006-A. Participou da exposição: Candido Portinari. No círculo de luz. Na asa do sol, com curadoria de Jacob Klintowitz de 27 de março a 13 de maio de 2023, Galeria Frente, São Paulo. p.87.
Lot 58

Flavio de Carvalho

Retrato43 x 60 cmnanquim sobre papelassinatura inf. dir.1957
Lot 59

Ivald Granato

Sem Título21 x 27 cmguache sobre papelassinatura inf. dir.1968
Lot 60

Ivald Granato

Sem Título21 x 26 cmguache sobre papelassinatura inf. dir.1969
Lot 61

Candido Portinari

Flautista28 x 17 cmgrafite e lápis de cor sobre papel1933Catalogada no Projeto Portinari sob registro FCO 1661 CR 392. Reproduzido no Catálogo Raisonné, vol. I pág. 251. Participou da exposição: Candido Portinari. No círculo de luz. Na asa do sol, com curadoria de Jacob Klintowitz de 27 de março a 13 de maio de 2023, Galeria Frente, São Paulo. p.216.
Lot 62

Francisco Rebolo

Sem Título65 x 100 cmóleo sobre algomerado de madeiraassinatura inf. dir.1968
Lot 63

Carybé

Cavalos35 x 50 cmvinil sobre eucatexassinatura inf. dir.1977
Lot 64

Antonio Gomide

Mulheres Dançando50 x 61 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.1958Etiqueta Galeria Ricardo Camargo
Lot 65

Fulvio Pennacchi

Colheita50 x 70 cmóleo sobre eucatexassinatura inf. dir.1980
Lot 67

Vicente Kutka

Sem Título55 x 152 cmtécnica mista sobre papelassinatura inf. dir.
Lot 68

Kazuo Wakabayashi

Sem Título60 x 60 cmserigrafiaassinatura inf. dir.2010Exemplar nº 30/100.
Lot 69

Aldemir Martins

Cavalo Azul75 x 50 cmnanquim ecolineassinatura inf. centro
Lot 70

Burle Marx

Eleoclásia I57 x 76 cmserigrafiaassinatura inf. dir.1989Exemplar nº 8/50.
Lot 71

Wesley Duke Lee

Quatro em Um50 x 70 cmaquarela e guache sobre papelassinatura inf. dir.1987
Lot 72

Iberê Camargo

Pássaros57 x 40 cmóleo sobre telaassinatura no verso1963
Lot 73

Glauco Rodrigues

Angra146 x 146 cmóleo sobre telaassinatura inf. dir.1985
Lot 74

Candido Portinari

Composição Com Figuras19 x 21 cmguache sobre papelassinatura inf. dir.1939
Lot 75

Yutaka Toyota

Sem Título42 x 12 x 12 cmchapa de aço sobre madeiraassinatura na peça
Lot 76

Samson Flexor

Tunel50 x 130 cmóleo sobre telaassinatura inf. esq.1958Etiqueta da exposição "Arte Contemporânea no Brasil" no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.
A obra participou da exposição "Samson Flexor - Além do Moderno", com curadoria de Kiki Mazzucchelli, durante o período de 22 de janeiro a 26 de junho de 2022 no Museu de Arte Moderna de São Paulo.
Reproduzido no livro "Samson Flexor - Além do Moderno‘ à página 66.
Lot 77

Antonio Dias

Sem Título70 x 100 cmóleo sobre papel artesanalassinatura no verso
Lot 78

Yutaka Toyota

Espaço - Invisível30 x 23 x 8 cmchapa de aço sobre madeiraassinatura no verso2010Exemplar nº 9/11.
Lot 79

Eleonore Koch

Sem Título21 x 30 cmtécnica mista sobre papel
Lot 80

Genaro de Carvalho

Sem Título153 x 118 cmtapeçariaassinatura inf. dir.
Buy art